EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

China expande atividades militares no pacífico

China expande atividades militares no pacífico
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Pequim vai expandir a defesa marítima do litoral para os “mares abertos” num período de tensão no Mar do Sul da China. Os chineses publicaram um

PUBLICIDADE

Pequim vai expandir a defesa marítima do litoral para os “mares abertos” num período de tensão no Mar do Sul da China.

Os chineses publicaram um novo documento de estratégia militar em que adotam o conceito de “defesa ativa” e sublinham que a força aérea passa da simples defesa territorial para a ofensiva com o reforço das defesas antiaéreas.

O documento é lançado num momento de tensão com os Estados Unidos depois da passagem de um avião espião, à luz de várias disputas territoriais com países no Mar da China Meridional.

Um dos pontos de conflito é a construção de faróis numa zona reclamada pelas Filipinas.

A porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros declarou que “sentimos recentemente que algumas pessoas das Filipinas estão a ficar cada vez mais agitadas. A China já tornou clara a posição sobre este assunto. Gostaria de relembrar que a China não vai molestar países pequenos. Ao mesmo tempo, nós também acreditamos que os países pequenos não devem arranjar problemas sem razão. É normal existirem provas, desafios na vida. Esperamos que as Filipinas parem com provocações e regressem aos canais apropriados de discussão e negociação para resolver os problemas”.

O ministro da Defesa das Filipinas, Voltaire Gazmin, anunciou na segunda-feira que espera um empenho mais forte por parte dos Estados Unidos para ajudar o país a defender o que considera ser seu.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As disputas no Mar da China Meridional vão desaguar numa guerra?

Comprar peças originais sem ir à falência: bem-vindos à feira de arte acessível de Hong Kong

Putin enaltece comércio bilateral no último dia da sua visita à China