EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Naufrágio na China: 424 continuam desaparecidos

Naufrágio na China: 424 continuam desaparecidos
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com EFE, Reuters, APTN
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades do país mobilizaram um autêntico exército para encontrar sobreviventes.

PUBLICIDADE

Na China, foram já encontrados 18 corpos, depois do naufrágio de um navio de cruzeiro fluvial no rio Iangtsé. Há ainda 424 desaparecidos.

Durante a noite, um autêntico exército de 4600 pessoas, incluindo militares, bombeiros e polícias, participaram nas buscas.

Centenas de mergulhadores estão também a trabalhar nas buscas, dentro do casco e nas imediações do navio: “Há muitas coisas a mexer-se na cabina. O navio estava virado e muitas coisas tinham mudado de sítio. Estávamos com medo de ficar presos nas cordas. É fácil ficar lá preso”, conta um mergulhador.

Para já, o número de sobreviventes é de apenas 14. Uma parte deles recebeu, no hospital, a visita do primeiro-ministro Li Keqiang.

O navio naufragou durante um cruzeiro de 13 dias entre Nanquim, capital da província de Jiangsu, e Chongqing, no sudoeste da China. É um passeio muito popular entre os chineses, sobretudo os reformados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comprar peças originais sem ir à falência: bem-vindos à feira de arte acessível de Hong Kong

Putin enaltece comércio bilateral no último dia da sua visita à China

Xi Jinping promete a Putin continuar a consolidar "amizade de boa vizinhança"