A guerra na Síria vista pelas crianças

A guerra na Síria vista pelas crianças
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Uma recolha feita por uma ONG mostra os desenhos feitos por crianças refugiadas na Europa

PUBLICIDADE

Os desenhos das crianças são uma forma tocante de perceber a guerra na Síria, que dura há já quatro anos.

A ONG Save the Children recolheu desenhos de crianças que escaparam ao conflito e vivem agora na Europa. Os trabalhos foram recolhidos na estação ferroviária de Milão e foram agora publicados, coincidindo com o Dia Mundial dos Refugiados (20 de junho).

“Os desenhos contam aquilo por que passaram as crianças, as lutas emocionais e as recordações da Terra natal”, diz Vittoria Ardino, presidente da Sociedade Italiana para o Estudo do Stress Pós-traumático. “Nem sempre a Síria é desenhada como um sítio cruel. O verde, a água e a estabilidade são também elementos que entram nos desenhos, sobretudo quando as crianças sentem uma ligação forte com a situação anterior à guerra. Mesmo se muitos desenhos mostram situações de terror, há também elementos de esperança e gratidão face à ajuda recebida”, acrescenta Ardino.

Os problemas mais comuns patentes nos desenhos são a falta de estabilidade, a falta de acesso à escola e a ansiedade decorrente da exposição a situações traumatizantes.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> These photos of Syrian and Afghan refugee children were taken by euronews' Hungarian journalist Nora Shenouda in the…

Posted by euronews on Tuesday, September 1, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Buraco abre-se em rua de Nápoles e engole dois carros

Três mortos e dois desaparecidos após acidente em prédio em construção em Florença

Agricultores italianos criticam domínio da Comissão Europeia