EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

EI reivindica novo atentado contra turistas no sul da Tunísia

EI reivindica novo atentado contra turistas no sul da Tunísia
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O setor turístico da Tunísia volta a ser alvo de um atentado, reivindicado esta noite pelo grupo Estado Islâmico. Pelo menos 38 pessoas morreram, na

PUBLICIDADE

O setor turístico da Tunísia volta a ser alvo de um atentado, reivindicado esta noite pelo grupo Estado Islâmico.

Pelo menos 38 pessoas morreram, na sexta-feira, depois de um homem ter aberto fogo sobre dezenas de turistas estrangeiros, num hotel de praia em Sousse, 140Km a sul da capital.

O autor dos disparos, um jovem de 23 anos, foi abatido pelos seguranças.

A maioria das vítimas são de nacionalidade britânica, alemã, belga e francesa, segundo o primeiro-ministro, Habib Essid, que anunciou um novo pacote de medidas antiterroristas, como o reforço da segurança em praias e zonas turísticas, o encerramento de mesquitas ilegais ou o pagamento de informações sobre a atividade de grupos radicais.

Num comunicado difundido esta noite, o grupo Estado Islâmico reivindica a ação, alegadamente dirigida contra os cidadãos, “dos países da aliança de cruzados que combate o Estado do Califado”.

O ataque ocorre três meses após a morte de 21 turistas durante outro atentado contra o museu do Bardo na capital, igualmente reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

Desde então que o setor turístico tunisino regista uma quebra de 25%, quando representa um dos principais recursos do país, empregando mais de 400 mil pessoas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tunísia: Dezenas de mortos em ataque a estancia turística

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen

Centenas de residentes em Veneza manifestam-se contra “taxa de entrada” para turistas