Reino Unido apresenta OE de "austeridade" para a despesa social

Reino Unido apresenta OE de "austeridade" para a despesa social
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O governo britânico apresentou, esta quarta-feira, um dos orçamentos de estado (OE) mais conservadores do país nas últimas décadas, depois da

PUBLICIDADE

O governo britânico apresentou, esta quarta-feira, um dos orçamentos de estado (OE) mais conservadores do país nas últimas décadas, depois da reeleição dos “Tories” nas últimas eleições.

O documento prevê um sacrifício de mais de 16 mil milhões de euros em despesa social, nomeadamente em subsídios às famílias e à habitação, para poder reduzir o défice nos próximos cinco anos.

No total, o executivo espera poder realizar cortes na ordem dos 52 mil milhões de euros até 2020, nomeadamente ao nível da função pública.

Para o ministro das Finanças, George Osborne, “trata-se de um orçamento para a classe trabalhadora, um orçamento que estabelece um plano para o Reino Unido para os próximos cinco anos, que vai permitir a transição de uma economia de salários baixos e impostos altos, para uma economia de salários altos e impostos baixos”.

O novo orçamento prevê igualmente o reforço da luta contra a evasão fiscal, uma redução dos impostos para as empresas em 2% e o aumento do salário mínimo de 6,50 para 9 libras por hora dentro de cinco anos.

A única área que escapa aos cortes é a Defesa, onde o governo anuncia um reforço do investimento (pelo menos 2% do PIB como proposto pela NATO) depois de ter reduzido as despesas do exército em 8% nos últimos cinco anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

As Falklands pertencem ao Reino Unido? Nova sondagem revela que nem toda a gente na Europa está de acordo