Última hora

Última hora

Bomba de Suruç foi "estreia" do EI na Turquia

Em leitura:

Bomba de Suruç foi "estreia" do EI na Turquia

Bomba de Suruç foi "estreia" do EI na Turquia
Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia, as autoridades estão convencidas de que o grupo Estado Islâmico está por detrás do atentado à bomba de Suruç, que matou pelo menos 31 pessoas nesta cidade junto à fronteira com a Síria.

Os nossos cidadãos devem perceber que os países onde existem tensões e instabilidade na região podem afetar a paz interna da Turquia.

O ataque visou um centro cultural onde um grupo de ativistas estava reunido para recolher fundos para a reconstrução de Kobani, do outro lado da fronteira.

Se a autoria se confirmar, este é o primeiro atentado do grupo armado radical em solo turco. O primeiro-ministro Ahmet Davutoğlu não tem grandes dúvidas: “As medidas a tomar na nossa fronteira com a Síria vão continuar e vão ser aumentadas. Os nossos cidadãos devem perceber que os países onde existem tensões e instabilidade na região podem afetar a paz interna da Turquia”.

A Turquia reforçou a presença militar na fronteira com a Síria, o que se destina a conter não só o autoproclamado Estado Islâmico, como também os curdos do PKK.

O governo continua a recusar uma intervenção unilateral na Síria.

Em Istambul e outras cidades, houve manifestações contra o que chamam a “cumplicidade” do governo com os radicais do Estado islâmico.