This content is not available in your region

"Sírio": A palavra mágica para os migrantes que desembarcam na Europa

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com reuters, lusa, afp, efe, aptn
euronews_icons_loading
"Sírio": A palavra mágica para os migrantes que desembarcam na Europa

Cada dia, são em média 700 os migrantes que desembarcam na ilha grega de Kos após cerca de 4 horas a remar desde a costa da península de Bodrum, na Turquia.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, cerca de 250.000 pessoas já atravessaram o Mediterrâneo, este ano. Perto de metade desembarcou na Grécia.

À chegada, esquecem por um momento as agruras que deixaram para trás e dão asas à alegria de pisar finalmente solo europeu.

Agora, quase todos dizem ser sírios, a fórmula para poderem receber o estatuto de refugiados e garantirem o desejado asilo na Europa.

Em Kos, quem tiver passaporte sírio tem direito a embarcar no “Eleftherios Venizelos”, o ferry fretado pelo governo grego para abrigar e tratar dos papéis dos refugiados.

Mahmoud diz aos jornalistas que é da Síria e que fugiu da guerra. Depois, expressa o desejo de “ir para a Europa, para a Alemanha” e agradece aos gregos pela receção.

“Sírio” tornou-se a palavra mágica entre os migrantes. Quem vem do Afeganistão, do Paquistão ou do Iraque terá mais dificuldades em conseguir asilo e as tensões já começaram a surgir entre estes seres humanos desesperados, que sonham com um futuro digno.