Ucrânia comemora Dia da Independência

Ucrânia comemora Dia da Independência
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Ucrânia comemorou o Dia da Independência. Há 24 anos o país independentizou-se da União Soviética, mas atualmente defende o território dos rebeldes

PUBLICIDADE

A Ucrânia comemorou o Dia da Independência. Há 24 anos o país independentizou-se da União Soviética, mas atualmente defende o território dos rebeldes pró-russos.

O presidente ucraniano aproveitou a ocasião para acusar a Rússia de ter enviado três grandes comboios militares para o leste separatista nos últimos dias.

Os ucranianos prometem lutar. “Estamos no nosso país e vamos defendê-lo. É uma celebração simbólica não para os soldados, mas para todos os cidadãos da Ucrânia. Conquistámos a independência em 1991. Penso que vai chegar o dia em que vamos celebrar outra vez o Dia da Independência ou o Dia da Vitória”, afirmou o conhecido paraquedista Pavlo Chayka.

“Talvez há alguns anos não nos sentíssemos tão patriotas como agora. Eu nem usava a grinalda. Era apenas mais um dia feriado. Agora há celebrações e é até o feriado mais importante do ano”, afirma uma mulher, que enverga o traje tradicional da Ucrânia.

Mas na autoproclamada República de Donetsk dezenas de pessoas manifestaram o seu apoio aos rebeldes pró-russos. “Queremos que eles entendam que em Donbass estamos unidos. Somos uma república unida e valorizamos as nossas pessoas, as nossas crianças. Eles que não toquem na nossa república”, diz Nina, residente em Donetsk. “Tenho pena dos ucranianos, uma vez que não entendem muitas coisas. Muitas coisas não chegam até eles e a impressão que têm de nós é distorcida. E o mais terrível é isto, as mentiras… e vai descobrir-se tudo um dia”, afirma Olga, outra habitante.

O acordo de paz alcançado, em Minsk, em fevereiro tem sido repetidamente violado pelos dois lados do conflito, que já matou quase sete mil pessoas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia receia grande avanço russo no próximo verão

Rússia tenta consolidar posições em torno de Avdiivka

Ataques russos com drones e mísseis matam cinco civis na Ucrânia