EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Mediterrâneo, cada vez mais um cemitério de migrantes

Mediterrâneo, cada vez mais um cemitério de migrantes
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O êxodo de migrantes em direção à Europa não pára de provocar vítimas. Um barco com 400 pessoas naufragou esta quinta-feira ao largo da costa líbia

PUBLICIDADE

O êxodo de migrantes em direção à Europa não pára de provocar vítimas.

Um barco com 400 pessoas naufragou esta quinta-feira ao largo da costa líbia.

200 pessoas acabaram por morrer quando a embarcação se virou depois de zarpar da cidade de Zuwara.

Segundo as autoridades locais, os migrantes a bordo vinham da Síria, Paquistão, Marrocos, Bangladeche e África Subsariana.

Na quarta-feira, a marinha sueca foi em missão de socorro a outra embarcação de migrantes que se afundava ao largo da costa italiana.

A operação registou 51 vítimas mortais e o resgate de 400 sobreviventes.
Dez pessoas foram presas por tráfico humano e entregues às autoridades italianas.

Segundo a agência das Nações Unidas para os refugiados, só este ano já morreram mais de 2400 pessoas a tentar atravessar o Mediterrâneo, e mais de 110 mil foram salvas e entregues às autoridades italianas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Centenas de migrantes mortos ao largo da Líbia

Autoridades tentam determinar as causas do acidente mortal com autocarro que caiu de viaduto

Deslizamento de terras na Etiópia mata mais de 200 pessoas