ONU alerta para distinção entre refugiados e migrantes

ONU alerta para distinção entre refugiados e migrantes
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) alerta para os riscos da utilização indiscriminada dos termos “refugiado” e

PUBLICIDADE

O porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) alerta para os riscos da utilização indiscriminada dos termos “refugiado” e “migrante”. Num texto publicado na página oficial da ACNUR , Adrien Edwards defende que a confusão entre os termos poder ter “consequências graves para vida e segurança dos refugiados”

Os migrantes são pessoas que saem dos seus países para melhorar as suas condições de vida, se quiserem regressar podem fazê-lo. Refugiados “são pessoas que fogem de perseguições ou de conflitos armados”.

Sem se saber se são migrantes ou refugiados, dois corpos encontrados no mar e quase 700 pessoas resgatadas de barcos no Mediterrâneo chegaram este sábado ao porto italiano de Messina, na Sicília. Na Macedónia, cerca de 3500 pessoas estão a atravessar a fronteira e a apanhar o comboio em direção ao norte da Europa.

Ao largo da costa líbia, as operações comandadas pela União Europeia não páram. Quem participa nas patrulhas e nos resgates já tem muitas histórias, na maioria das vezes, dramáticas para contar.

De acordo com o último relatório do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, mais de 300 mil pessoas tentaram atravessar o Mediterrâneo desde janeiro, pelo menos 2500 perderam a vida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Hungria, um muro que não chega para conter uma crise

Moldova denuncia esforços da Rússia para influenciar referendo sobre UE

"Pela primeira vez temos uma abordagem europeia comum em matéria de imigração e asilo"