EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Hungria considera prematura proposta da Comissão para acolher refugiados

Hungria considera prematura proposta da Comissão para acolher refugiados
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na Hungria a crise dos refugiados continua a gerar muita tensão. Cerca de um milhar de pessoas encontrava-se esta segunda-feira no campo improvisado

PUBLICIDADE

Na Hungria a crise dos refugiados continua a gerar muita tensão. Cerca de um milhar de pessoas encontrava-se esta segunda-feira no campo improvisado de Roszke, junto à fronteira com a Sérvia. A polícia acabou por impedir, de forma musculada, as pessoas que estavam cansadas de esperar por um autocarro.

“Nós só queremos caminhar até ao acampamento” – afirmou um homem, enquanto outro explica a situação: “Nós conhecemos as regras. Sabemos que atravessámos a fronteira ilegalmente e que temos de ir para o acampamento. Tudo bem. Mas estamos aqui sentados e à noite a situação é muito má.”

Os milhares de refugiados e migrantes que chegam à Hungria não pretendem ficar no país. Mas a direita populista no poder tem pouca vontade de lidar com o problema. O primeiro-ministro Viktor Órban não quer ouvir falar de repartição de refugiados nem de quotas enquanto as fronteiras da União Europeia não estiveram protegidas. Pelo que considera a proposta da Comissão prematura.

Enquanto a discussão política continua, os mais afortunados conseguem o desejado bilhete para deixar a Hungria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán

Opositor de Orbán mobiliza milhares em manifestação anti-governo