EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Navios de guerra franceses vendidos ao Egito

Navios de guerra franceses vendidos ao Egito
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com AFP, Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Egito fica com os dois porta-helicópteros que estavam destinados à Rússia.

PUBLICIDADE

Eram para ter como destino a Rússia, mas as sanções obrigaram o presidente François Hollande a repensar. Os dois porta-helicópteros franceses Mistral vão, afinal, ser vendidos ao Egito.

O acordo foi agora alinhavado entre Hollande e o presidente egípcio, o general al-Sissi. Com o negócio, o Estado francês encaixa 950 milhões de euros.

“O Egito é o comprador que escolhi, devido à nossa cooperação militar. Antes, já lhes tínhamos vendido aviões Rafale. Também porque o Egito desempenha um papel primordial no Médio Oriente. Finalmente, porque o país quer uma transição democrática, o que não é fácil, e temos de os ajudar nesse esforço”, disse François Hollande.

A França tinha já vendido 24 caças-bombardeiros Rafale ao Egito. Este novo negócio faz do país um dos melhores clientes do armamento francês. Quanto aos Mistral, a França vai ter de indemnizar a Rússia por ter anulado o acordo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Francês detido no Irão por participar em protestos após a morte de Mahsa Amini foi libertado

Presidente da França em risco de perder influência ao nível da UE

Centenas assistem a recriação de desembarque do Dia D