EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Egito vai a votos para eleger um parlamento sem oposição

Egito vai a votos para eleger um parlamento sem oposição
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Egito regressa às urnas, a partir de domingo e até novembro para eleger um novo parlamento. Um sufrágio em dois tempos marcado pela ausência de

PUBLICIDADE

O Egito regressa às urnas, a partir de domingo e até novembro para eleger um novo parlamento.

Um sufrágio em dois tempos marcado pela ausência de opositores ao presidente, o general Abdel Fattah al-Sissi, responsável por deter, perseguir ou executar milhares de membros da Irmandade Muçulmana desde o derrube do governo islamita em 2012.

Longe da revolução que levou à queda do presidente Mubarak, as duas coligações nacionalistas favoritas – Por amor ao Egito e Frente Egípcia – incluem mesmo vários responsáveis do antigo regime.

Segundo os analistas, o escrutínio deverá servir apenas para consolidar o poder de um presidente sem partido num parlamento sem opositores.

Uma eleitora afirma, “eu quero estabilidade no meu país, é o mais importante para mim e o caminho para o êxito. É tudo o que quero, depois do que sofremos o Egito merece o melhor”.

Hoje e amanhã, os eleitores de 14 de 27 províncias vão ser os primeiros a exprimir-se antes das restantes regiões serem consultadas nos dias 22 e 23 de novembro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Partido que libertou a África do Sul do "apartheid" perdeu as eleições gerais 30 anos depois

Conservadores no poder vencem eleição na Croácia, mas precisam de apoios para governar

Eleições parlamentares no Irão começam com mais de 15 mil candidatos