Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Aumenta a violência entre cristãos e muçulmanos na República Centro-Africana

Aumenta a violência entre cristãos e muçulmanos na República Centro-Africana
Tamanho do texto Aa Aa

Em Bangui, capital da República Centro-Africana, dezenas de pessoas estão a abandonar as suas casas. A insegurança está a aumentar, devido à escalada da violência entre cristãos e muçulmanos. No fim de semana mais de uma dezena de pessoas ficou ferida depois de ser baleada por um muçulmano. A questão das armas volta a estar no centro do debate:

“Não houve desarmamento no país. É por isso que a guerra continua. Se tivesse havido esta guerra não estaria a acontecer como está. Os árabes têm armas, vão aos bairros e matam pessoas e a rádio não diz nada”, afirma Eugene Gazalima, agricultor e residente na capital.

Esta segunda-feira, dia em que foi assassinada, pelo menos, mais uma pessoa, o Presidente do país afirmou que as forças de paz da ONU não conseguiram interromper o ciclo de violência na capital. Desde final de setembro morreram, pelo menos, 90 pessoas.

O Papa Francisco, que tinha uma visita programada ao país para o final de novembro, manifestou, no Vaticano, “grande preocupação” com a situação, um cenário de violência que poderá pôr em risco a sua viagem.

O país mergulhou nesta profunda crise quando os rebeldes Séléka, maioritariamente muçulmanos, tomaram o poder, em 2013, através de golpe de Estado, o que levou a represálias por milícias da maioria cristã. Desde então os banhos de sangue repetem-se.

Há 20 portugueses a viver em Bangui, entre eles o Comandante do corpo de polícia das Nações Unidas, na missão de paz no país, o superintendente da Polícia de Segurança Pública Luís Carrilho, distinguido, pela ONU, com o louvor “Outstanding Role Model”.

Parab�ns ao Oficial da PSP Lu�s Carrilho pelos feitos alcan�ados e pelo reconhecimento ontem prestado pela ONU com a…

Posted by Polícia Segurança Pública on�Sábado, 24 de Outubro de 2015