Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Birmânia: maioria absoluta para partido de Aung San Suu Kyi

Birmânia: maioria absoluta para partido de Aung San Suu Kyi
Tamanho do texto Aa Aa

Maioria absoluta. O partido de venceu as primeiras eleições livres dos últimos 25 anos na Birmânia. De acordo com a comissão eleitoral, a Liga Nacional para a Democracia, o maior partido da oposição, conquistou 348 dos 491 assentos parlamentares nas legislativas de domingo. Resultados que permitem à formação liderada pela Nobel da Paz formar governo e propor dois dos três candidatos à presidência do país.

Viúva de um britânico e com filhos da mesma nacionalidade, Suu Kyi está para já impedida de se candidatar à chefia de Estado devido a um artigo da Constituição, que exclui pessoas casadas ou com filhos estrangeiros.

Em 1990, a Liga Nacional para a Democracia já tinha sido o partido mais votado, mas Suu Kyi nunca chegou a liderar o governo. Detida antes do escrutínio, passou 15 anos em prisão domiciliária. A autodissolução do regime militar em 2011 deu um novo alento aos apoiantes da Nobel da Paz eleita um ano mais tarde deputada pela Liga Nacional para a Democracia.