EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

França: Partido de Marine Le Pen à beira de resultados históricos

França: Partido de Marine Le Pen à beira de resultados históricos
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Hoje é dia de votos em França. Mais de 44 milhões de franceses são chamados às urnas para escolher os líderes regionais. As sondagens apontam que o

PUBLICIDADE

Hoje é dia de votos em França.

Mais de 44 milhões de franceses são chamados às urnas para escolher os líderes regionais.

As sondagens apontam que o partido Frente Nacional, de extrema-direita, de Marine Le Pen, pode alcançar resultados históricos.

Este é o último teste eleitoral antes das presidenciais, em França, de 2017.

O Partido Socialista de François Hollande arrisca-se a perder a maioria do controlo das regiões, apesar da popularidade do presidente francês estar a aumentar, depois dos atentados de Paris, em novembro.

O antigo presidente, Nicolas Sarkozy, que há algumas semanas esperava uma vitória esmagadora neste escrutínio, o que o ajudaria nas presidenciais de 2017, vê alguns votos a mudar para a Frente Nacional, de extrema-direita.

O partido de Marine Le Pen é dado como o vencedor, com 30% dos votos, prevendo-se que conquiste 6 das 13 regiões, à primeira volta. A líder da Frente Nacional é apontada como a vencedora da região Norte-Pas-de-Calais-Picardia, à qual concorre.

Mas esta não é a única Le Pen a vencer. A sobrinha de Marine, Marion Maréchal Le Pen, é apontada como vencedora na região de Provence-Alpes-Côte d’Azur. A “delfim” da Frente Nacional herdou a posição de cabeça-de-lista do avô, Jean-Marie Le Pen.

As eleições ocorrem, por toda a França, sob fortes medidas de segurança, três semanas após os atentados de Paris, a 13 de novembro, que provocaram 130 mortos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França: Extrema-direita com forte avanço em todas as sondagens

Tribunal da Relação condena Sarkozy a um ano de prisão, com seis meses de pena efetiva

Parlamento francês aprova nova lei de imigração mais restritiva