Última hora

Fundador e presidente da Fosun alvo de investigações judiciais

Fundador e presidente da Fosun alvo de investigações judiciais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Após várias horas de incerteza quanto ao paradeiro do líder do conglomerado Fosun, o grupo emitiu esta sexta-feira uma nota a confirmar que Guo Guangchang foi detido pelas autoridades chinesas no âmbito do que designa como “investigações judiciais”.

Antes, horas após o anúncio do desaparecimento do empresário chinês na quinta-feira, a bolsa de Hong Kong anunciava a suspensão da negociação de títulos do conglomerado chinês Fosun.

O comunicado adianta que Guangchang irá continuar a participar na tomada de decisões importantes do grupo.

O desaparecimento do multimilionário coincidiu com uma vaga de ações anticorrupção levada a cabo pelas autoridades chinesas no seio do setor financeiro do país.

Em Portugal, o grupo Fosun detém a seguradora Fidelidade e a Luz Saúde assim como uma posição indireta na REN através da Fidelidade.

No final de junho de 2015 os ativos do Grupo Fosun totalizavam 55 mil milhões de dólares.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.