This content is not available in your region

Impedir muçulmanos de entrarem nos EUA continua a ser a bandeira de Donald Trump

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com APTN/REUTERS
euronews_icons_loading
Impedir muçulmanos de entrarem nos EUA continua a ser a bandeira de Donald Trump

Donald Trump, continua a alimentar a polémica.

Nós não podemos continuar a pagar o preço por sermos politicamente corretos

O magnata do setor imobiliário, que está na corrida à candidatura republicana para as presidenciais nos EUA, defendeu a sua proposta de proibir, temporariamente, os muçulmanos de entrarem no país:

“Depois daquilo que eu disse no outro dia, de repente vejo programas, de manhã ou à noite, e o que ouço é “O Trump tem alguma razão. O sistema de vistos não está a funcionar”. Esta mulher entrou com um visto de casamento e ela foi, completamente, radicalizada e ela entrou no país… Nós não podemos continuar a pagar o preço por sermos politicamente corretos”, afirmou Trump.

No exterior do hotel de Trump centenas de manifestantes, maioritariamente, muçulmanos e ativistas dos Direitos Humanos, manifestavam-se contra as posições do pré-candidato republicano às presidenciais de 2016 nos EUA.