EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Suíça investiga vestígios de explosivos em carro de dois suspeitos sírios

Suíça investiga vestígios de explosivos em carro de dois suspeitos sírios
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades suíças confirmaram a detenção de dois indivíduos com passaportes sírios, na sexta-feira, num momento em que Genebra prossegue sob

PUBLICIDADE

As autoridades suíças confirmaram a detenção de dois indivíduos com passaportes sírios, na sexta-feira, num momento em que Genebra prossegue sob alerta terrorista elevado.

Os dois homens tinham sido interpelados numa viatura, depois de cruzarem a fronteira suíça. Dentro do carro, a polícia teria descoberto vestígios de explosivos, mas não de gás tóxico, como anteriormente anunciado, segundo o procurador de Genebra, Olivier Jornot.

“Estas pessoas, devido ao seu comportamento e à sua nacionalidade foram sujeitas a controlos reforçados e estes controlos permitiram descobrir a presença de vestígios de explosivos no carro em que seguiam. Este tipo de casos não é novo e é natural que possamos assistir a outros casos, quando a polícia tem recebido várias denúncias nos últimos dias”, segundo o procurador suíço.

Desde quinta-feira que a polícia reforçou a segurança em Genebra e nas fronteiras, na sequência de um alerta dos serviços secretos norte-americanos para a possibilidade de um atentado na cidade.

Quatro homens com alegadas ligações ao grupo Estado Islâmico continuam a ser procurados pelas autoridades.

A polícia anunciou também ter apreendido um vasto arsenal de armas e de material de propaganda nazi num apartamento de Genebra, pertencente a um membro de um grupo de extrema-direita, que se encontra detido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Relógios de luxo batem recordes na feira Watches and Wonders em Genebra

Grande Prémio de Relojoaria de Genebra: Nomeados para os melhores relógios 2023

Processo de António Costa desce do Supremo para o DCIAP