Última hora
This content is not available in your region

Suécia e Equador concluem acordo que permitirá interrogar Assange

euronews_icons_loading
Suécia e Equador concluem acordo que permitirá interrogar Assange
Tamanho do texto Aa Aa

Estocolmo e Quito concluiram um acordo que permitirá às autoridades suecas interrogarem o fundador da Wikileaks na embaixada do Equador em Londres. Julian Assange está refugiado há três anos na embaixada equatoriana para evitar a extradição para a Suécia, onde é acusado de agressão sexual de duas mulheres.