Martin Shkreli, o homem mais detestado da indústria farmacêutica, foi preso em Nova Iorque

Martin Shkreli, o homem mais detestado da indústria farmacêutica, foi preso em Nova Iorque
De  Euronews com REUTERS, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Martin Shkreli, director executivo das farmacêuticas Turing e KaloBios, foi preso em Nova Iorque por fraude, anunciou o FBI. Shkreli, de 32 anos

Martin Shkreli, director executivo das farmacêuticas Turing e KaloBios, foi preso em Nova Iorque por fraude, anunciou o FBI.

PUBLICIDADE

Shkreli, de 32 anos, ficou debaixo do fogo da cena política e pública americanas quando, em setembro, aumentou em cerca de 5 mil por cento o preço de um medicamento usado para combater o paludismo e as co infeções da síndrome da imunodeficiência adquirida. O medicamento passou então de 13 dólares e meio para 750 dólares.
A candidata democrata Hillary Clinton pediu publicamente que o preço descesse, considerando o aumento chocante, mas Shkreli manteve a posição.

As acusações de fraude na origem da detenção reportam-se a uma farmacêutica a que presidiu anteriormente, a Retrophin, tendo também sido detido um dos conselheiros jurídicos da empresa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump é o primeiro ex-presidente dos EUA a ser fotografado numa prisão

Tornado destrói parte da fábrica da Pfizer na Carolina da Norte

Festival da Eritreia degenera em violência