EUA: Polícia que matou adolescente clama inocência

EUA: Polícia que matou adolescente clama inocência
De  Ricardo Figueira com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Jason Van Dyke diz-se inocente na primeira audiência do julgamento, em Chicago. Laquan McDonald tinha 17 anos.

PUBLICIDADE

O polícia norte-americano Jason Van Dyke afirmou a inocência, nesta primeira audiência do julgamento, em Chicago, em que responde pela morte de um adolescente, no ano passado.

A morte de Laquan McDonald, então com 17 anos, foi um de vários casos que têm vindo recentemente a lume, de violência por parte da polícia americana, sobretudo contra negros, como é o caso de McDonald.

Daniel Herbert é advogado de defesa: “Ele quer que a história dele seja conhecida, para que as pessoas não o vejam como um assassino a sangue frio. Alegou inocência porque acredita estar inocente”.

O vídeo, captado pela câmara do carro, mostra o polícia a disparar 16 tiros contra o adolescente, que estava armado apenas com uma faca e estava a fugir dos polícias.

A divulgação do vídeo causou uma onda de revolta, sobretudo junto da comunidade negra de Chicago, que exige a demissão do presidente da câmara, Emanuel Rahm, que teve de interromper as férias, depois de dois novos casos de mortes às mãos da polícia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

501 caixões e 200 sacos com cadáveres encontrados abandonados na Argentina

Autoridades francesas investigam salário do presidente do comité dos Jogos Olímpicos de Paris

Operação Pretoriano: Líder dos Super Dragões e dois funcionários do FC Porto detidos