Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Comunidade internacional apela à contenção entre iranianos e sauditas

Comunidade internacional apela à contenção entre iranianos e sauditas
Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade internacional receia a escalada de tensão entre o Irão e a Arábia Saudita e apela ao diálogo.

O ataque a duas mesquitas sunitas no Iraque esta segunda-feira é apenas um exemplo de como a tensão entre as duas potências pode inflamar a violência noutras regiões.

França, Alemanha e Reino Unido estão na linha frente a apelar a contenção.

David Cameron explica que o bom relacionamento entre os dois países é fundamental para devolver a paz à Síria.

“Queremos ver estabilidade no Médio Oriente. Nós queremos ver boas relações entre todos os países do Médio Oriente porque é essencial para resolver a crise que temos na Síria e que é a fontes de tantos destes problemas”, afirmou o primeiro-ministro britânico.

Alemanha afina pelo mesmo diapasão. Também condena a pena de morte, mas não esquece a exportação de armas para os países árabes que, no caso alemão, duplicou na primeira metade de 2015.

“Os últimos desenvolvimentos na Arábia Saudita são alarmantes. O ministro da economia afirma que o governo alemão opõe-se veemente à pena de morte. Estamos a assistir a estes desenvolvimentos no contexto da exportação de armas”.

A Rússia apelou ao Irão e à Arábia Saudita a mostrarem contenção. Profundamente preocupado, o ministério russo dos negócios estrangeiros declarou estar preparado para mediar a resolução da crise e instou iranianos e sauditas a retomar o diálogo.