Venezuela: Novo Parlamento dominado pela oposição inicia funções

Venezuela: Novo Parlamento dominado pela oposição inicia funções
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A oposição venezuelana assumiu, esta terça-feira, o controlo do Parlamento. A primeira vez em 16 anos. A sessão de posse dos novos deputados ocorreu

PUBLICIDADE

A oposição venezuelana assumiu, esta terça-feira, o controlo do Parlamento. A primeira vez em 16 anos.

A sessão de posse dos novos deputados ocorreu com alguma tensão e confrontos entre oposição e chavistas.

A esposa do líder da oposição, Leopoldo Lopez, marcou presença exigindo a libertação do marido, detido desde fevereiro de 2014.

Com os votos contra do bloco pró-Nicolás Maduro, a oposição elegeu Henry Ramos Allup presidente da Assembleia Nacional.

“É recuperar a autonomia do poder legislativo, a Lei da Amnistia e da Reconciliação Nacional, e procurar, no prazo de seis meses, a partir de hoje, uma saída constitucional, democrática, pacífica e eleitoral para a cessação deste governo”, afirmou Ramos no seu discurso inaugural.

A discussão acalorada fez com que a bancada de 54 deputados socialistas, leais a Nicolás Maduro, abandonasse a Assembleia. O grupo foi liderado pelo antigo presidente do Parlamento, o deputado Diosdado Cabello

A oposição assegurou 109 acentos.

Os deputados do Partido Socialista juntaram-se a centenas de pessoas que se manifestavam, nas ruas de Caracas, demonstrando apoio ao governo de Nicolás Maduro.

A poucos metros dali, outra manifestação, desta feita de apoio à oposição e contra o Governo.

Polícia e Guarda Nacional foram destacadas para evitar confrontos. Não se registaram incidentes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Venezuela desqualifica candidata presidencial da oposição María Corina Machado

Espanha acolhe requerentes de asilo da América Latina para aliviar fluxo migratório para os EUA

Guiana: Presidente venezuelano assume controlo da exploração de crude e gás da região de Essequibo