A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Britânico que tentou levar menina afegã para Inglaterra não vai ser preso

Britânico que tentou levar menina afegã para Inglaterra não vai ser preso
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O britânico que tentou levar clandestinamenta para Inglaterra uma menina afegã que estava no campo de migrantes de Calais, em França, não foi condenado a qualquer pena de prisão. Robert Lawrie foi ouvido esta quinta-feira no tribunal de Boulogne sur Mer. Como se mostrou arrependido, o juíz não lhe aplicou uma pena de prisão efectiva, apenas o condenou a pagar 1000 euros por ter posto em perigo uma vida.

O britânico disse ainda que se “deixou levar pelas emoções” e não refletiu sobre o ato ilegal que estava a cometer.

À saída do tribunal, o ex-soldado afirmou que “a compaixão esteve no banco dos réus hoje e França deixou uma mensagem de que a compaixão vai vencer. França é uma país humanitário. Querem o melhor para estes refugiados, jovens que correm o risco de entrar em comboios e camiões. Vocês jornalistas deviam mostrar ao mundo como estas crianças vão morrer este inverno se ninguém fizer nada para as ajudar”.

Quanto à criança afegã de 4 anos ainda não é certo o que lhe vai acontecer. Robert Lawrie que a tentou levar para Inglaterra disse, à saída do tribunal, que a menina vai ser entregue aos país. Mas alguns meios de comunicação franceses garantem que para já vai ser entregue a uma instituição.

Recorde-se que a 24 de outubro, Robert tentou levar a criança para junto dos pais, em Leeds, a pedido do próprio pai da criança. Mas foi apanhado pela polícia de fronteiras francesa.