EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Barbie ganha peso e parte à reconquista do mundo

Barbie ganha peso e parte à reconquista do mundo
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Talvez arrastada pelas críticas e pela quebra nas vendas, em todo o mundo, a Mattel decidiu reformular o conceito de Barbie. A boneca mais famosa do

PUBLICIDADE

Talvez arrastada pelas críticas e pela quebra nas vendas, em todo o mundo, a Mattel decidiu reformular o conceito de Barbie. A boneca mais famosa do mundo adapta-se à realidade e passa a estar disponível em sete tons de pele, 22 cores de olhos, 24 estilos de cabelo, ou penteados, e com três corpos diferentes, entre eles um mais curvilíneo.

A evolução da Barbie

#TheDollEvolves#Barbie
https://t.co/jl73PffZob

— Barbie (@Barbie) 28 janeiro 2016

Nas ruas as opiniões não divergem:

“Durante muitos, muitos anos, só tinham um tipo de boneca e ela é muito magra e alta, demasiado magra e as mulheres não são assim, por isso faz sentido”, diz uma jovem.

“Penso que é bom porque mostra o que está a acontecer no mundo real e ajuda as pessoas a sentirem-se melhor consigo mesmas”, adianta outra jovem.

“Gosto da forma como mudaram os tamanhos, torná-las diferentes, para que não sejam sempre iguais”, explica uma criança.

As novas Barbies

We proudly offer girls more choices than ever. Learn more at https://t.co/JDeqzI59nX. #TheDollEvolves#Barbiepic.twitter.com/x4PzxduwXJ

— Barbie (@Barbie) 28 janeiro 2016

A nova Barbie teve direito a ser capa da revista Time, esta quinta-feira, mas apesar das mudanças a boneca no estilo clássico continuará a ser comercializada.

Revista Time

What a powerful moment and this is just the beginning… #TheDollEvolves#Barbiehttps://t.co/wuAgbidIbypic.twitter.com/e0tCmOxDlt

— Barbie (@Barbie) 28 janeiro 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Emprego em máximos históricos: Portugal tem mais de 5 milhões de trabalhadores

50 anos do 25 de Abril: o que ainda falta cumprir da revolução?

Itália prepara-se para negociar com Bruxelas termos da trajetória do ajuste fiscal