Última hora

Exposição sobre "O Museu da Inocência" de Orhan Pamuk inaugurada em Londres

Exposição sobre "O Museu da Inocência" de Orhan Pamuk inaugurada em Londres
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma exposição sobre o romance “O Museu da Inocência” de Orhan Pamuk acaba de ser inaugurada em Londres. Ao escrever o livro, o escritor turco e prémio Nobel da Literatura imaginou um projeto multimédia, que integrasse uma dimensão visual.

Escrevi o romance a pensar no museu e criei o museu a pensar no romance.

O romance retrata a paixão obsessiva do herdeiro de uma família rica por uma prima pobre. A ação desenrola-se em Istambul.

“Há vários elementos visuais de Istambul dos anos 70 e 80 representados no museu da Inocência, como utensílios de cozinha, papéis do governo, coisas necessárias para sobreviver em Istambul na segunda metade do século XX.
Escrevi o romance a pensar no museu e criei o museu a pensar no romance”, explicou o escritor turco.

Além do livro publicado em 2006 e da exposição apresentada pela primeira vez em Istambul em 2012, “O Museu da Inocência” deu origem a um documentário realizado por Grant Robert Gee.

“Foi um projeto longo e nunca pensei que houvesse um filme. Estou muito feliz pelo facto de o Grant Gee o ter realizado. Eu escrevi diálogos e textos originais para o filme”, acrescentou o escritor.

A exposição pode ser visitada na Sommerset House em Londres até 3 de abril.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.