EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

John Kerry anuncia acordo provisório para cessar-fogo na Síria

John Kerry anuncia acordo provisório para cessar-fogo na Síria
Direitos de autor 
De  Euronews com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O conflito na Síria continua, com a região de Daara debaixo de fogo, na fronteira com a Jordânia. De visita a este país para discutir a situação da

PUBLICIDADE

O conflito na Síria continua, com a região de Daara debaixo de fogo, na fronteira com a Jordânia.

De visita a este país para discutir a situação da região, o secretário de estado norte-americano, John Kerry, anunciou um acordo provisório, depois de ter falado com o ministro dos negócios estrangeiros russo, Serguei Lavrov.

Met w/ NasserJudeh</a> in Amman. Jordan impt ally & partner against <a href="https://twitter.com/hashtag/Daesh?src=hash">#Daesh</a>, in support of Syrian refugees & in <a href="https://twitter.com/hashtag/ISSG?src=hash">#ISSG</a>. <a href="https://t.co/a4J6bwY0MN">pic.twitter.com/a4J6bwY0MN</a></p>&mdash; John Kerry (JohnKerry) 21 Février 2016

Kerry declarou que um esboço de acordo com os termos de cessaçao das hostilidades pode ter efeito nos dias próximos, mas que ainda não está feito, antecipando um encontro entre o Presidente Obama e o Presidente Putin proximamente para que a tarefa seja concretizada.

Em entrevista ao jornal espanhol El País, o presidente sírio Bashar al-Assad, afirmou estar pronto para um cessar-fogo para acabar com uma guerra civil de cinco anos, desde que os terroristas não o usassem para reforçar a sua posição de modo vantajoso e desde que os países apoiantes dos insurgentes, especialmente a Turquia, cessassem qualquer tipo de apoio, acrescentando que o apoio da Rússia e do Irão eram fundamentais para a progressão do exército sírio no terreno.

A oposição síria já havia declarado estar disposta a tréguas temporárias, desde que tivesse garantias de que os aliados de Damasco, incluindo a Rússia, cessassem fogo, os cercos fossem levantados e a ajuda humanitária fosse garantida em todo o país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novos ataques aéreos israelitas em Gaza fazem pelo menos 100 mortos

Organizadores da COP 28 estão otimistas

Apoios de União Europeia e Estados Unidos à Ucrânia em risco