EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Homossexuais: Itália pode deixar cair legislação na área da parentalidade

Homossexuais: Itália pode deixar cair legislação na área da parentalidade
Direitos de autor 
De  Euronews com Reuters, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Itália adiou a votação do projeto de lei que vai permitir legalizar as uniões civis entre casais homossexuais e pode, agora, deixar cair a legislação

PUBLICIDADE

Itália adiou a votação do projeto de lei que vai permitir legalizar as uniões civis entre casais homossexuais e pode, agora, deixar cair a legislação na área da parentalidade.

A possibilidade de um dos membros do casal passar a ter a custódia do filho biológico do parceiro ou parceira pode, por isso, ficar à margem do debate que vai ser retomado esta terça-feira.

“Espero que possamos acabar com este jogo no Senado e que depois de um debate no Parlamento passe para a câmara baixa e seja aprovado rapidamente” afirma o primeiro-ministro, Mateo Renzi.

O chefe de Governo italiano quer legalizar as uniões civis entre casais homossexuais e admite, por isso, recuar na questão da parentalidade tal como exige a oposição.

A Itália é um dos últimos países da Europa Ocidental sem legislação de proteção e reconhecimento das uniões entre casais do mesmo sexo. Uma situação que, de acordo com as últimas sondagens, 70 por cento dos italianos quer ver alterada. A adoção de crianças é menos consensual já que apenas 24 por cento da população se mostra favorável.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A ofensiva de Itália contra as famílias não tradicionais

Ascensão da extrema-direita pode por em risco direitos das pessoas LGBT, alerta a ONG ILGA

União Europeia condena lei do Iraque que criminaliza homossexualidade