EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Atentados Bruxelas: Procuradoria belga pede apoio para encontrar suspeito

Atentados Bruxelas: Procuradoria belga pede apoio para encontrar suspeito
Direitos de autor 
De  Pedro Sacadura
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Procuradoria federal belga apelou à cooperação popular para deter o terceiro homem que terá acompanhado dois terroristas que se fizeram explodir no

PUBLICIDADE

A Procuradoria federal belga apelou à cooperação popular para deter o terceiro homem que terá acompanhado dois terroristas que se fizeram explodir no aeroporto de Zaventem.

Conhecido como “o suspeito do chapéu”, o homem abandonou um dos palcos dos atentados de 22 de março e não acionou a carga explosiva. Imagens agora divulgadas pelas autoridades mostram o percurso captado por câmaras de segurança desde o aeroporto até à proximidade dos edifícios onde se encontram as instituições europeias, em Bruxelas.

Durante o trajeto desfez-se, ao que tudo indica, de um casaco, que a procuradoria refere poder dar informações preciosas aos investigadores em caso de vir a ser encontrado.

“As buscas dizem respeito à terceira pessoa presente no terreno durante os ataques no aeroporto de Bruxelas, o chamado ‘homem do chapéu’, bem como ao casaco que usava na altura”, referiu, esta quinta-feira, Eric Van Der Sypt, porta-voz do procurador federal belga.

Terrorism – VIDEO – Route of the 3d offender of the attack in Brussels Airporthttps://t.co/ggF9one7uGpic.twitter.com/h7T8W9xdOh

— Avis de recherche (@police_temoin) April 7, 2016

Numa outra frente, Salah Abdeslam, suspeito chave relacionado com os atentados de novembro, em Paris, não será imediatamente extraditado para França.

Primeiro os procuradores deverão questioná-lo a propósito do incidente no subúrbio belga de Forest, ocorrido dias antes de ser capturado e dos ataques em Bruxelas, como confirmou o advogado Sven Mary: “Ainda tem de ser ouvido no quadro de outro dossier e a transferência para França acontecerá dentro de algumas semanas.”

O advogado de Salah Abdeslam sublinhou que o cliente não está, para já, vinculado à investigação relacionada com os atentados em Bruxelas, no aeroporto de Zaventem e na estação de metropolitano de Maelbeek.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Responsáveis dos atentados de Bruxelas condenados a pesadas penas

Polícia esfaqueado em Bruxelas

Detido novo suspeito do atentado em Bruxelas