EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Holanda rejeita em referendo acordo de associação UE-Ucrânia

Holanda rejeita em referendo acordo de associação UE-Ucrânia
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com EFE
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os holandeses disseram “Não”, em referendo, ao acordo de associação entre a União Europeia e a Ucrânia, um resultado que deixa Bruxelas numa posição

PUBLICIDADE

Os holandeses disseram “Não”, em referendo, ao acordo de associação entre a União Europeia e a Ucrânia, um resultado que deixa Bruxelas numa posição “problemática”.

A ratificação do texto por parte do Parlamento holandês foi rejeitada por 61,1% dos eleitores que acudiram às urnas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Bert Koenders, afirmou que “o processo de ratificação não pode continuar, como se esperava antes, por isso é preciso ir passo-a-passo: debater agora no governo, com o Parlamento, com os parceiros europeus e também com a Ucrânia, para avaliar as consequências desta decisão”.

A taxa de participação foi de 32,2%, pouco mais de dois pontos acima do limiar mínimo para que o referendo fosse considerado válido.

O líder da extrema-direita holandesa, Geert Wilders, afirmou através da conta pessoal no Twitter que o resultado representa “o início do fim da União Europeia”.

It looks like the Dutch people said NO to the European elite and NO to the treaty with the Ukraine. The beginning of the end of the EU.

— Geert Wilders (@geertwilderspvv) April 6, 2016

Antes do voto, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, tinha dito que a Europa ía “ter um problema”, caso o “Não” vencesse.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucranianos desiludidos com resultado do referendo da Holanda

Holanda: "Não" pode vencer referendo sobre a Ucrânia

Holanda: Três culpados pelo envolvimento no homicídio do jornalista Peter R. de Vries