EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Panamá Papers": Argentinos pedem demissão do Presidente

"Panamá Papers": Argentinos pedem demissão do Presidente
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Presidente argentino garante que não fez nada de ilegal e não fez nenhuma “omissão maliciosa” nas declarações de património obrigatórias como

PUBLICIDADE

O Presidente argentino garante que não fez nada de ilegal e não fez nenhuma “omissão maliciosa” nas declarações de património obrigatórias como funcionário público. Mauricio Macri é um dos chefes de estado que aparece implicado no caso “Panamá Papers”. Muitos os argentinos não aceitam as explicações e sairam às ruas de Buenos Aires para protestar contra o presidente.

Uma manifestante defende mesmo que o Macri devia apresentar a demissão tal como fez o Primeiro-ministro da Islândia.

O Presidente argentino, em declarações à televisão, não mostrou qualquer intenção de aceitar esta exigência: “quero dizer-vos uma vez mais que estou tranquilo, cumpri a lei, disse a verdade e não tenho nada a esconder”
Macri garantiu que não recebeu nenhum pagamento por ser director de empresas offshore…e vai apresentar ao tribunal com toda a informação necessária.

Recorde-se que depois de ter sido divulgado o escândalo, um procurador federal abrir uma investigação às finanças do Presidente argentino.
Os documentos divulgados no “Panamá Papers”, Macri é mencionado como diretor da empresa Fleg Trading Ltd, com sede nas Bahamas, uma empresa que não consta nos registos oficiais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cameron admite que teve ações de um fundo de investimento do pai nas Bahamas

Bancos britânicos têm uma semana para revelar ligações à Mossack Fonseca

Panama Papers: líderes de instituições financeiras mundiais pedem mais transparência