Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Japão: equipas de resgate em contrarrelógio para encontrar sobreviventes

Japão: equipas de resgate em contrarrelógio para encontrar sobreviventes
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 30 mil elementos das equipas de resgate continuam à procura de sobreviventes entre os escombros deixados pelos fortes terramotos que atingiram a ilha de Kyushu, no sul do Japão.

De acordo com o Governo de Kumamoto há nove pessoas desaparecidas, mas a esperança de encontrar sobreviventes é praticamente nula. Estão confirmadas 42 mortes.

Mais de 200 mil pessoas têm passado os seus dias e as suas noites em centros de acolhimento.

Os voluntários esforçam-se por fazer chegar bens de primeira necessidade a quem ficou sem nada. A comida escasseia, uma vez que as estradas foram cortadas por derrocadas.

A base militar dos Estados Unidos em Okinawa enviou ajuda para as vítimas da catástrofe natural.

Os terramotos tiveram também um forte impacto na economia local, afetando o turismo e a indústria. Os trabalhadores de uma empresa que abastece a Toyota reuniram-se esta segunda-feira na fábrica para reparar os danos causados pelos abalos que ultrapassaram a barreira dos 7 graus na escala de Richter.

O facto de esta área industrial do Japão ter sido afetada fez-se sentir também na bolsa de valores, que caiu mais de 3% esta segunda-feira.