EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Primárias EUA: Donald Trump e Hillary Clinton vencem em Nova Iorque

Primárias EUA: Donald Trump e Hillary Clinton vencem em Nova Iorque
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Donald Trump e Hillary Clinton venceram as primárias no estado de Nova Iorque. O candidato republicano nem sequer teve de esperar muito: as primeiras

PUBLICIDADE

Donald Trump e Hillary Clinton venceram as primárias no estado de Nova Iorque.
O candidato republicano nem sequer teve de esperar muito: as primeiras projeções à boca das urnas deram-lhe logo uma vantagem esmagadora, que se foi confirmando ao longo da contagem dos votos.
Trump, que estava a jogar em casa, no discurso de vitória afirmou que “já não há muito a decidir nesta corrida. O senador Cruz está quase eliminado matematimente. Conquistámos milhões de votos a mais que o senador Cruz, milhões de votos a mais que o senador Kasich”.

Thank you New York! I love you\#MakeAmericaGreatAgain#Trump2016pic.twitter.com/T1J0aUwMXl

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 20 de abril de 2016

Ted Cruz é mesmo o grande derrotado da noite: apenas conquistou cerca de 15% dos votos dos republicanos do estado de Nova Iorque.

“New York is a place for dreaming big. But New Yorkers also like to get things done.” —Hillary pic.twitter.com/K5uWCl3PKI

— Hillary Clinton (@HillaryClinton) 20 de abril de 2016

Do lado democrata, as primeiras projeções apontavam para uma vitória para Hillary Clinton, mas com uma margem muito reduzida para Bernie Sanders. Margem essa que se foi alargando ao longo da noite.

Thank you to all those who came out tonight in New York! Onward to five more states voting next week.

— Bernie Sanders (@BernieSanders) 20 de abril de 2016

A ex-secretária de Estado fez um discurso já virado para a campanha presidencial: afirmou que “Donald Trump e Ted Cruz querem aplicar aos Estados Unidos um modelo dividido e perigoso”. Hillary garante que tem “uma visão difente para o país, em que se aposta no crescimento de todos e não na queda de cada um”.

Estas primárias do lado democrata ficam ainda marcadas pela exclusão de mais de 120 mil eleitores, da zona de Brooklyn, que desapareceram das listas. O caso vai ser investigado pelas autoridades eleitorais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidencias dos EUA: Hillary Clinton, mãe, experiente, democrata de continuidade

Presidencias dos EUA: Donald Trump, milionário, polémico, republicano indomável

Eleições nos EUA: compreender as primárias e os "caucus"