Donald Trump derruba Cruz no Indiana

Donald Trump derruba Cruz no Indiana
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma vitória com sabor a triunfo para Donald Trump, que venceu esta noite as primárias do partido Republicano no estado do Indiana. O favorito da

PUBLICIDADE

Uma vitória com sabor a triunfo para Donald Trump, que venceu esta noite as primárias do partido Republicano no estado do Indiana.

O favorito da corrida conseguiu não só resistir ao pacto anti-Trump selado pelos rivais, como precipitou a saída de cena de Ted Cruz, que anunciou que abandona a corrida republicana à Casa Branca.

“É uma vitória tremenda, desde o início que vi que estávamos a ir bem, mas agora trata-se de uma vitória maciça e parece que vencemos todos os 57 delegados”, felicitou-se o milionário.

A mais de 17% de votos atrás de Trump, Ted Cruz não esperou pelos resultados finais para suspender a sua candidatura às primárias.

Uma decisão com que o senador do Texas coloca Trump à porta da Casa Branca.

“Desde o início disse que continuaria na corrida enquanto houvesse um caminho viável para a vitória. Hoje anuncio com muita pena que este caminho foi encerrado. Juntos esforçámo-nos no terreno no Indiana. Demos o litro mas os eleitores escolheram outro caminho”.

No campo democrata, o confronto entre Hillary Clinton e Bernie Sanders foi mais renhido com o senador do Vermont a vencer no Indiana a 5% de distância da rival.

The political revolution wins in Indiana! Thank you. pic.twitter.com/Ix7wutAw2g

— Bernie Sanders (@BernieSanders) May 4, 2016

Clinton conta com uma vantagem em número de delegados e de superdelegados. Uma vantagem cada vez mais desconfortável, à medida que Sanders resiste na corrida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA: Trump reforça posição de "vencedor" no campo republicano

Nova Iorque sacudida por terramoto de 4,8 na escala de Richter, o maior em mais de 40 anos

Israel vai abrir dois corredores de ajuda humanitária em Gaza após aviso dos EUA