Egito: EI assume autoria de atentado que matou 8 polícias o Cairo

Egito: EI assume autoria de atentado que matou 8 polícias o Cairo
De  Miguel Roque Dias com Reuters, Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

Realizaram-se, este domingo, os funerais dos oito polícias assassinados, no sábado, nos arredores do Cairo.

A autoria do atentado foi, já, reivindicada pelo ramo egípcio do autoproclamado Estado Islâmico, na rede social Twitter.

O movimento radical egípcio, o Província de Sinai, jurou lealdade ao Daesh em 2014 e já reivindicou vários atentados, nos últimos três anos, que causaram centenas de mortes entre as forças de segurança do Egito.

A assistir à cerimónia fúnebre esteve o ministro do Interior, Magdy Abdel-Ghaffar.

O ataque ocorreu durante a noite, em frente a uma esquadra da polícia, nos arredores da capital.

Quatro homens encapuçados, atacaram uma carrinha que transportava oito agentes à paisana e fugiram num veículo todo o terreno.

Segundo testemunhas, o ataque foi muito rápido não havendo oportunidade para troca de tiros.

No Twitter, o Província de Sinai afirmou ter vingado as “mulheres puras mantidas em prisões pelos apóstatas”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Oito polícias assassinados no Cairo

Primeiro contingente de tropas da Alemanha chega a Vilnius para reforçar flanco leste da NATO

Porta-voz do exército israelita: "Pode haver um cessar-fogo hoje ou daqui a um ano".