Última hora

Motorista da Uber acusado de assassinato interrompe audição de testemunha

Motorista da Uber acusado de assassinato interrompe audição de testemunha
Tamanho do texto Aa Aa

Acusado de matar, num tiroteio, seis pessoas e de ferir outras duas em Kalamazoo, no estado norte-americano do Michigan, o motorista da plataforma “Uber”, Jason Dalton, interrompeu a audição, em tribunal, de uma das testemunhas.

Esta sexta-feira, Tiana Carruthers, uma das vítimas alvejada por Dalton a 20 de fevereiro, acabou por se mostrar visivelmente perturbada. Sucumbiu às palavras de Dalton, que verbalizou múltiplos comentários, e desabou em lágrimas.

O acusado continuou a proferir impropérios, mesmo depois de ser chamado à atenção pelo juíz.

Instantes mais tarde foi expulso. A audição foi retomada e Dalton assistiu através de uma ligação de vídeo a partir da prisão do condado de Kalamazoo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.