Francês detido na Ucrânia preparava atentados durante o Euro2016 (serviços secretos ucranianos)

Francês detido na Ucrânia preparava atentados durante o Euro2016 (serviços secretos ucranianos)
De  Marco Lemos com afp, reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um francês, detido no final de maio na fronteira da Ucrânia com a Polónia, preparava uma série de atentados durante o Europeu de futebol, afirmou o chefe dos serviços secretos da Ucrânia.

PUBLICIDADE

Um francês, detido no final de maio na fronteira da Ucrânia com a Polónia, preparava uma série de atentados durante o Europeu de futebol, afirmou o chefe dos serviços de segurança da Ucrânia.

O jovem francês, de 25 anos, foi detido na posse de mais de 100 kg de explosivos no dia 21 de maio.

Segundo Vasily Grytsak, chefe dos serviços de segurança ucranianos, o suspeito contactou com grupos armados ilegais no leste da Ucrânia com o objetivo de comprar armas e explosivos. No interrogatório terá falado negativamente da ação do governo francês, da imigração em massa, da globalização e da propagação do Islão.

Frenchman arrested in Ukraine was planning up to 15 Euro 2016 attacks: security official https://t.co/MjT3wrA2p0pic.twitter.com/UjEnhdDGQK

— POLITICO Europe (@POLITICOEurope) June 6, 2016

Desconhecido dos serviços da polícia, o sujeito, originário da região da Lorena, no nordeste de França, estaria a preparar 15 atentados antes e durante o Euro2016, que arranca na sexta-feira.

Para além de mais de 100 kg de TNT, foram encontrados no veículo em que seguia três lança-rockets, metralhadoras, munições pesadas e cerca de uma centena de detonadores.

Na rusga realizada à casa do jovem, em França, em Nant-le-Petit, uma aldeia de 80 habitantes, a polícia encontrou uma T-shirt de um grupo de extrema-direita.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA apontam Euro 2016 e JMJ de Cracóvia como potenciais alvos de ataques terroristas

Deputado ucraniano detonou granadas em assembleia municipal

Polícia do Equador detém quase 70 membros de gangue que tentavam controlar hospital