EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Agente duplo" português em prisão preventiva

"Agente duplo" português em prisão preventiva
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Frederico Carvalhão Gil foi extraditado de Itália para Portugal.

PUBLICIDADE

Frederico Carvalhão Gil, o espião português acusado de atuar como agente duplo para a Rússia, ficou em prisão preventiva, depois de ouvido pelo juiz Ivo Rosa.

A extradição de Itália para Portugal foi rápida, devido a um mandado europeu de detenção e graças a uma troca de prisioneiros com uma agente procurada por Itália.

O funcionário do SIS (serviços secretos portugueses) enfrenta acusações de espionagem e outros crimes. Foi apanhado em flagrante delito em Roma, a negociar com um alto funcionário da diplomacia russa a venda de segredos militares da NATO, segundo a acusação. O advogado de defesa de Carvalhão Gil, João Preto, prometeu refutar as acusações do Ministério Público.

A operação “Top Secret” envolveu as autoridades portuguesas e italianas, a Interpol e a Eurojust.

Os 10 mil euros que Carvalhão Gil recebeu “foram de natureza comercial”https://t.co/dZMdONcdSZpic.twitter.com/VjfLe1vxZr

— Expresso (@expresso) June 7, 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque russo com mísseis faz seis mortos em subúrbio de Kharkiv

Civis eslovacos já doaram mais de 4 milhões de euros à Ucrânia para aquisição de munições

Controversa lei de mobilização entra em vigor na Ucrânia