EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

França: Menos de 30% dos voos cancelados devido a greve dos pilotos da Air France

França: Menos de 30% dos voos cancelados devido a greve dos pilotos da Air France
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com Reuters; AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A greve dos pilotos da Air France, que teve início este sábado, vai provocar o cancelamento de menos de 30 por cento dos voos, de acordo com a companhia.

PUBLICIDADE

A greve dos pilotos da Air France, que teve início este sábado, vai provocar o cancelamento de menos de 30 por cento dos voos, de acordo com a companhia.

A empresa garantiu, no entanto, que os voos para as cidades que recebem jogos do Euro2016, não deverão sofrer interrupções.

Pilots industrial dispute: almost 80% of flights maintened on Sunday 12 June & #AirFrance commercial measures https://t.co/cm40vRv2if

— Air France (@airfrance) June 11, 2016

Para o presidente da companhia aérea, a altura escolhida para a greve foi inapropriada.

“Iniciar uma greve no início do Euro é algo que não acho bonito. Se há coisas para discutir, vamos discuti-las, mas não sob pressão”, diz Frederic Gagey.

Para os sindicatos dos pilotos da Air France pretendem pressionar a administração da companhia a equilibrar as condições laborais com as dos sócios holandeses da KLM, que na sua perspetiva são favorecidos.

As duas companhias realizaram uma fusão em 2004.

A secretária-geral dos SNPL da Air France, Veronique Damon: “gostaríamos que o crescimento, nos próximos anos, fosse na Air France e não na KLM.”

Para os passageiros, que viram os voos cancelados ou a sofrerem atrasos, a greve deveria ser desconvocada.

“Penso que quando se tem o salário que eles têm, 6.000 euros no início da carreira e 18.000 no fim… Eles não deviam fazer greve”, afirma um francês.

A greve dos pilotos da Air France teve início este sábado e prolonga-se até dia 14 de junho.

De acordo com a companhia, estima-se que a greve dos pilotos tenha um custo do cerca de 5 milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turistas retidos na Nova Caledónia começam a ser evacuados. Independentistas apelam aos protestos

Forças de segurança realizam operações na capital da Nova Caledónia para controlar onda de violência

Macron desloca-se à Nova Caledónia para tentar pôr termo à violência no arquipélago