This content is not available in your region

Trabalho Infantil: Papa apela a fim de "escravidão moderna"

Access to the comments Comentários
De  Miguel Roque Dias  com Reuters; AFP
euronews_icons_loading
Trabalho Infantil: Papa apela a fim de "escravidão moderna"

O Papa Francisco afirmou, este domingo, que é necessário colocar um fim à “escravidão moderna” do trabalho infantil.

Segundo os últimos dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), para cerca de 168 milhões de crianças, em todo o mundo, o trabalho é uma realidade.

No dia em que se assinala o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, o Sumo Pontífice, depois de presidir ao ângelus, lembrou que “existem, no mundo, muitas crianças escravas”

“Renovamos o compromisso de eliminar as causas desta escravidão moderna, que priva milhões de crianças de alguns direitos fundamentais e as expõe a sérios perigos. Hoje, no mundo, há muitas crianças escravas”, afirma Francisco.

Segundo a OIT, dos 168 milhões de menores que trabalham a maioria está nos setores agrícola, manufatura, turismo e mineração.

A Amnistia Internacional assinalou a data manifestando-se em frente a uma loja da Apple, em Bruxelas, na Bélgica.

A organização afirma que o cobalto, utilizado em baterias de iões, extraído por crianças na República Democrática do Congo pode entrar na cadeia de fornecimento de grandes tecnológicas, como a Apple, Samsung ou Microsoft.