Última hora

Última hora

O que mudará se o Reino Unido votar pela saída?

O que mudará se o Reino Unido votar pela saída?
Tamanho do texto Aa Aa

O que acontecerá, no imediato, se os britânicos decidirem sair da União Europeia? Perguntámos ao Professor Kevin Featherstone, diretor do Instituto Europeu da Escola de Economia de Londres.

"(...) O voto no Brexit vai criar, imediatamente, muita incerteza."

Professor Kevin Featherstone

“Que fique claro que o voto no Brexit vai criar, imediatamente, muita incerteza.”

Mercados Financeiros

“Vamos estar a olhar para os primeiros resultados nos nossos ecrãs de televisão ao mesmo tempo que os mercados financeiros em Hong Kong, Singapura, Tóquio e, em seguida, o resto do mundo, começarão, gradualmente, a abrir.”

“Muitas das instituições financeiras estão a pagar as suas próprias sondagens para saberem, o mais rápido possível, quais os resultados. Por isso, teremos incerteza nos mercados financeiros.”

Política do Reino Unido

“Penso que é muito provável que, no contexto de uma votação a favor do Brexit, o primeiro-ministro David Cameron se sinta, moralmente, obrigado a anunciar a sua demissão.”

“Se as circunstâncias não lhe permitirem sair imediatamente, penso que ele deverá convidar o seu partido a escolher um sucessor o que irá, inevitavelmente, levar semanas. O que vai aumentar a incerteza.”

“Também penso que não vai ser muito claro quem deverá suceder a David Cameron. Existem várias alternativas e, claro, há também a preocupação de saber se o partido conservador permanecerá unido sob a liderança do sucessor.”

“Portanto, o choque imediato é nos mercados financeiros. O segundo acontecerá em termos da nossa política, ou seja quem formará governo e que tipo de direção vai seguir.”

O resto da União Europeia

 

“Penso que o resto da Europa vai esperar que o governo britânico, seja ele qual for, esclareça o que pretende do resto da UE, que tipo de acordo querem fazer e, em seguida, na terça-feira seguinte, o Conselho Europeu terá uma reunião extraordinária para debater as obrigações do referendo.”

“Tudo isto aumenta a incerteza, como pensamos estrategica ou taticamente a melhor opção para o resto da UE é esperar por Londres para decidir sobre o que está a ser pedido.”

“Penso que Londres vai ter uma série de problemas políticos com todas as negociações que tem pela frente.”

Prazos

“Finalmente, neste contexto, o governo britânico terá que decidir quando ativar o chamado artigo 50, ou seja, quando comunicar aos seus parceiros europeus a intenção de negociar uma saída.”

“Penso que o anúncio, dependendo do resultado exato do referendo, pode ser adiado para que o governo possa decidir, exatamente, em que consiste o mandato de negociação e para que a UE tenha mais tempo para responder e refletir sobre ele.”

“Vamos passar por uma situação de complexidade, incerteza, sem um número de diferentes cenários, se o voto no Brexit ganhar.”