EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Brexit: Cameron anuncia demissão e diz que "não se arrepende de nada"

Brexit: Cameron anuncia demissão e diz que "não se arrepende de nada"
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com LUSA
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O primeiro-ministro britânico David Cameron deixará o cargo e serão convocadas eleições anticipadas em outubro, depois dos resultados do referendo.

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou a intenção de deixar o cargo em outubro, depois de conhecidos os resultados do referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia como Estado membro, que terminou com a vitória da saída da UE ou Brexit, com mais de 52% dos votos.

“Os britânicos tomaram uma decisão clara (…) e penso que o país precisa de um novo líder para tomar essa direção”, disse David Cameron, que fez campanha pela permanência do Reino Unido na UE.

Thank you everyone who voted to keep Britain stronger, safer & better off in Europe – and thousands of StrongerIn</a> campaigners around the UK</p>&mdash; David Cameron (David_Cameron) 23 de junho de 2016

“Penso que não estaria certo eu tentar dirigir o país para o seu novo destino. Penso que o correto é que esse novo primeiro-ministro acione o artigo 50.º”, acrescentou.

Cameron referia-se ao artigo do Tratado de Lisboa que afirma que “qualquer Estado-Membro pode decidir, em conformidade com as respetivas normas constitucionais, retirar-se da União”.

O primeiro-ministro britânico precisou que se manterá no cargo até ao outono e à designação de um novo líder do Partido Conservador no congresso previsto para outubro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Afinal, Nigel Farage vai concorrer às eleições no Reino Unido

Unionistas terminam bloqueio: parlamento da Irlanda do Norte pode retomar atividade no fim de semana

Batalha legal contra as "prisões" temporárias de requerentes de asilo em Inglaterra