EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Conselho de Segurança da ONU: Itália fecha lote de 5 membros não permanentes

Conselho de Segurança da ONU: Itália fecha lote de 5 membros não permanentes
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Itália foi eleita esta quinta-feira como quinto e último membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) para um mandato de dois anos a começar a 1 de janeiro de…

PUBLICIDADE

A Itália foi eleita esta quinta-feira como quinto e último membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) para um mandato de dois anos a começar a 1 de janeiro de 2017. Os italianos irão, no entanto, ceder o segundo ano do mandato à Holanda depois de os dois países não terem conseguido os votos suficientes na reunião de quarta-feira e terem acordado a partilha da presença no Conselho de Segurança.

#UNSCElectionssebastianocardi</a> & <a href="https://twitter.com/KvanOosterom">KvanOosterom congratulated by UN</a> membership <a href="https://t.co/e8RAWPhSEo">pic.twitter.com/e8RAWPhSEo</a></p>&mdash; Italy UN New York (ItalyUN_NY) 30 de junho de 2016

Os embaixadores de Itália e da Holanda na ONU celebraram juntos. O representante italiano na ONU sublinhou o trabalho coletivo “para este objetivo num espírito de cooperação entre dois parceiros na União Europeia”. “Num momento em que a coesão da União é de maior importância, claro, os nossos líderes fizeram o mesmo”, destacou Sebastiano Cardi.

Pelo Twitter, o ministro italiano dos Negócios Estrangeiros, Paolo Gentiloni, escreveu: “197 votos e entrámos no Conselho de Segurança. Uma honra para a Itália, um bom negócio com a Holanda.”

179 voti e entriamo nel Consiglio di sicurezza #Onu. Un onore per l'Italia, un buon accordo con l'Olanda

— Paolo Gentiloni (@PaoloGentiloni) 30 de junho de 2016

Na quarta-feira, as Nações Unidas já tinham eleito a Bolívia, a Etiópia, o Cazaquistão e a Suécia como membros não-permanentes do Conselho de segurança para o próximo mandato. A ONU aprovou também um plenário de alto nível sobre refugiados e migrantes para 19 de setembro durante a 71.a sessão.

Foi ainda iniciada a avaliação de uma estratégia global antiterrorismo. O secretário-geral Ban Ki-Moon expressou preocupação de que este ano, “de todos os anos”, possa não haver consenso entre os Estados-membros numa resolução na luta contra o terrorismo.

Today in NYC: #UNGA meets to reveiw UN Global Counter-Terrorism Strategy: https://t.co/JNQug4yK5u. Watch live: https://t.co/WhwXXmUzNN

— United Nations (@UN) 30 de junho de 2016

Congrats to Bolivia_ONU</a> <a href="https://twitter.com/Ethiopia_UN">Ethiopia_UNKazakh_Mission</a> <a href="https://twitter.com/SwedenUN">SwedenUN. 1 more Security Council seat to be decided on Wed. https://t.co/ImaS8LxoUv

— United Nations (@UN) 29 de junho de 2016

Ethiopia Ascends to UN Security Council Despite Dismal Rights Record https://t.co/JaaviCM1lZ by FelixHorne1</a> <a href="https://t.co/iWbsstLdvU">pic.twitter.com/iWbsstLdvU</a></p>&mdash; Human Rights Watch (hrw) 29 de junho de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Holanda: Três culpados pelo envolvimento no homicídio do jornalista Peter R. de Vries

ONU confirma a detenção de 11 funcionários no Iémen

Rebeldes Houthi detêm pelo menos 9 membros da ONU, dizem as autoridades