EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Euro2016: Festa alemã de Roma a Berlim e pânico em Paris

Euro2016: Festa alemã de Roma a Berlim e pânico em Paris
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com reuters
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em Roma… nem sempre sê romano.

PUBLICIDADE

Em Roma… nem sempre sê romano. A adulteração deste ditado popular aplica-se bem a um grupo de turistas alemães que assistiram este sábado na capital italiana, entre milhares de “tiffosi” (termo que designa os adeptos de futebol em italiano), à vitória da Alemanha sobre a Itália, no desempate por grandes penalidades, nos quartos-de-final do Euro2016.

Os adeptos italianos revelaram, contudo, “fair play” (desportivismo). “O importante é que chegámos aos quartos-de-final. Isso já foi um feito. De qualquer forma, não nos podemos esquecer, já ganhámos quatro mundiais e até aqui vencemos sempre os alemães. Por isso, por uma vez… está bem”, afirmou Christian.

Emiliano, outro adepto da “squadra azurra”, considerou que “no jogo, os alemães foram mais fortes, mas pelo coração os italianos são sempre superiores.”

Este Alemanha-Itália decorreu em Bordéus. À saída do estádio, o estado de espírito era, claro, distinto entre os adeptos de parte a parte. Enquanto uns celebravam, outros nem tanto. Mas tudo num ambiente pacífico. Como deve ser no futebol.

Rosalia Culora, uma adepta italiana, que assistiu ao jogo no estádio esperava ter repetido a vitória das meias-finais do Mundial de 2006. “Infelizmente, não conseguimos. Os alemães foram muito bons e jogaram muito bem. É uma pena perder desta forma”, lamentou.

Merci Bordeaux. Gute Nacht! #JederFuerJeden#EURO2016#GERITApic.twitter.com/e7K2krUjwV

— Die Mannschaft (@DFB_Team) 3 de julho de 2016

Em Berlim, claro, também houve festa e, ao contrário dos estádios em França onde as bebidas alcoólicas estão proibidas, na capital germânica, onde a cerveja chega a ser mais barata que a água, a festa terá sido bem regada.

Buerig, um adepto alemão que assistiu ao jogo em Berlim, disse ter visto “um jogo de nervos, mas o resultado é indiscutível”. “Os italianos estavam desinspirados. Foi o resultado justo”, acrescentou. O amigo KAssenek, por seu turno, atirou: “Se não forem campeões da Europa agora, então já não percebo nada deste mundo.”

#EURO2016 A public screening of the match in #Berlin, #Germany, is paaaaacked! (REUTERS/A.Schmidt) #GERITA#ITAGERpic.twitter.com/AwFVQdCBnP

— euronews (@euronews) 2 de julho de 2016

Campeão da Europa em 1996, a Alemanha é a atual campeã do Mundo e mantém-se como grande favorita a reconquistar agora o título europeu. Quinta-feira em Marselha, os germânicos vão disputar o acesso à final do torneio com o vencedor do jogo deste domingo à noite entra a anfitriã França e a sensação Islândia. Na outra mei-final, a jogar quarta-feira, em Lyon, Portugal enfrenta outra das sensações do Europeu, o País de Gales.

Pânico e feridos na “fan zone” de Paris

À margem da festa do futebol, em PAris, na “fan zone”, junto à Torre Eiffel, onde milhares de pessoas estavam a assistir ao Alemanha-Itália, o rebentamento de alguns petardos quando o jogo se aproximava do fional dos 90 minutos lançaram a confusão entre os adeptos. O medo de ser um novo ataque terrorista levou as pessoas a debandar em massa e gerou-se o pânico. Várias pessoas terão ficado feridas. > My video of panic at #FanZoneTourEiffelpic.twitter.com/fBQBkUeJ27

— Henry Wensleydale (@DaHyundaiLawyer) 2 de julho de 2016

Multidão sai correndo da #FanZoneTourEiffel por uma das saidas laterais no fim dos 90' de #GER X #ITA após confusão pic.twitter.com/5n5h0plYhr

— Seleção SporTV (@SelecaoSporTV) 2 de julho de 2016

#ALLITA Confirmation de blessés après un mouvement de foule à la FanZone de Paris (explosion de pétards) pic.twitter.com/diS5gop6Fn

— ALERTES INFO (@ALERTES_INFO) 2 de julho de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Euro 2016: Alemanha elimina Itália pela primeira vez

Legislativas antecipadas mergulham França na incerteza política sem primeiro-ministro no horizonte

Centenas festejam em Paris na noite da segunda volta das eleições francesas