EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Campanha para referendo arranca na Hungria

Campanha para referendo arranca na Hungria
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Arrancou a campanha para o referendo na Hungria sobre o plano de relocalização dos refugiados na União Europeia.

PUBLICIDADE

Arrancou a campanha para o referendo na Hungria sobre o plano de relocalização dos refugiados na União Europeia. A consulta popular vai realizar-se a 02 de outubro e o referendo britânico promete ser um dos argumentos de peso dos que contestam o plano traçado por Bruxelas para distribuir 160 mil requerentes de asilo no espaço comunitário.

“Uma das principais conclusões do executivo após o Brexit é que a voz das pessoas deve ser ouvida e o referendo no Reino Unido está a ser utilizado na campanha aqui na Hungria. O Governo pretende com isto reforçar o poder na União Europeia e dizer que afinal é isto que a maioria das pessoas quer” refere a analista política Edit Zgut.

Para travar a entrada de migrantes no país, o Governo húngaro reviu a lei migratória e mandou erguer muros nas fronteiras com a Sérvia e a Croácia. Agora, e durante a campanha para o referendo o primeiro-ministro pretende utilizar a estratégia do medo e passar a mensagem de que entre os refugiados há, também, terroristas.

Andrea Hajagos: “A campanha começa oficialmente agora. Além dos partidos no poder, provavelmente, também o Jobbik de extrema-direita vai fazer campanha pelo não a Bruxelas. Já os partidos de esquerda prometem bater-se pelo sim.”

Os referendos na Hungria registam, por norma, uma baixa participação e ficam abaixo da percentagem (50) necessária para que possa ser considerado válido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán

Opositor de Orbán mobiliza milhares em manifestação anti-governo

Húngaros céticos e divididos quanto ao potencial de mudança das eleições europeias