A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Afeganistão: Funeral coletivo da minoria Hazara para as vítimas do atentado do EI

Afeganistão: Funeral coletivo da minoria Hazara para as vítimas do atentado do EI
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade Hazara de Cabul enterrou este domingo as oito dezenas de vítimas mortais do atentado da véspera. O ataque levado a cabo por dois bombistas suicidas na capital do Afeganistão foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico (EI). O duplo rebentamento fez também mais de 230 feridos.

A minoria Hazara representa cerca de nove por cento da população afegã. De língua persa e de credo islâmico xiita, a comunidade sente-se discriminada pelo governo do presidente Ashraf Ghani que, no entanto, apoia. O atentado ocorreu durante um protesto na capital em que os participantes reclamavam a passagem de uma linha elétrica pela sua região.

O Afeganistão tem sido relativamente poupado a uma guerra inter-religiosa. Os talibãs condenaram o atentado.