EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Brexit: Reino Unido e Irlanda desejam manter área comum de livre circulação

Brexit: Reino Unido e Irlanda desejam manter área comum de livre circulação
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os líderes dos Governos britânico e irlandês desejam manter a área comum de livre circulação de pessoas, em vigor desde 1923.

PUBLICIDADE

Com a agência Reuters

Theresa May, a primeira-ministra do Reino Unido, e Enda Kenny, primeiro-ministro da República da Irlanda, desejam manter a área comum de livre circulação existente em ambos os lados desde 1923. O estatuto deverá assim permanecer inalterado, apesar da decisão do Reino Unido em deixar a União Europeia como Estado membro, de acordo com o resultado do referendo realizado a 23 de julho deste ano, conhecido como Brexit.

Para Enda Kenny, ainda que o futuro da Irlanda seja o de Estado membro da UE, tal não deverá constituir um obstáculo para que os fortes laços com o Reino Unido se mantenham inalterados.

Uma opinião partilhada pela homóloga britânica, que recordou que o espaço de livre circulação existente entre os dois países é anterior à entrada de ambos na União:

“Já aproveitávamos as vantagens de uma área de livre circulação entre o Reino Unido e a Irlanda muitos anos antes de que qualquer um dos países fosse parte da União Europeia. Ambos os lados querem que as coisas assim continuem, pelo que devemos focar-nos num acordo que preserve os interesses de ambos,” disse a líder do Governo britânico.

Thinking about how the UK leaving the EU affects you? See the advice from CitizensAdvice</a>: <a href="https://t.co/mujBD5Xehi">https://t.co/mujBD5Xehi</a> <a href="https://t.co/AnfnBYlKn6">pic.twitter.com/AnfnBYlKn6</a></p>&mdash; GOV UK (GOVUK) July 1, 2016

Enda Kenny, disse estar “plenamente de acordo” com May relativamente ao facto de não quererem “voltar às fronteiras do passado na ilha da Irlanda.”

Numa visita a Belfast, a capital da Irlanda do Norte, na segunda-feira, a primeira-ministra britânica já tinha afirmado ser importante que o Reino Unido e a Irlanda não voltassem à situação anterior, ou seja, ao controlo de fronteiras entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte.

A fronteira da ilha da Irlanda é a única separação por terra entre o Reino Unido e a um Estado membro da União Europeia e seu estatuto atual poderia ser posto em causa por Bruxelas, que deseja uma saída rápida do Reino Unido da UE, de acordo com o resultado do referendo do Brexit.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

William apareceu sem Kate na "Garden Party" de verão do Palácio de Buckingham

Chanceler austríaco saúda Sunak pelo plano de deportação para o Ruanda

Jovem de 13 anos morre após ataque com espada em Londres