Papa Francisco apela a polacos para ultrapassarem os "erros e feridas do passado"

Papa Francisco apela a polacos para ultrapassarem os "erros e feridas do passado"
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Papa Francisco está na Polónia.

PUBLICIDADE

Papa Francisco está na Polónia. O sumo pontífice, esteve, quinta-feira, no santuário de Jasna Gora, em Czestochowa e caiu, aparentemente ao ter tropeçado num degrau. Francisco levantou-se rapidamente, auxiliado por quem estava ao seu lado, e seguiu sem problemas.

Pope Francis falls on the stairs during a mass in Poland https://t.co/oErwPvBwkWpic.twitter.com/wNbY7KgQCn

— Express Pictures (@Express_Pics) July 28, 2016

No segundo dia de visita, antes da missa, o Papa teve o seu primeiro banho de multidão.

Várias centenas de milhares de fiéis receberam Francisco em Czestochowa, na sua primeira deslocação ao coração da Europa católica.

Huge mass of people surrounding Czestechowa's shrine for Mass with Pope Francis now #PopeInPLpic.twitter.com/elVaLTGa5N

— Joshua McElwee (@joshjmac) July 28, 2016

Perante a multidão, o Papa apelou aos polacos para ultrapassarem os “erros e feridas do passado”. Uma aparente referência às tensões que se sentem na sociedade polaca, entre conservadores e a oposição conotada com o antigo regime comunista.

Em homenagem à tradição católica polaca, o pontífice rezou diante da Madona Negra, considerada milagrosa e muito venerada na Polónia.

A son's gaze & gift of gold rose for Our Lady of Czestochowa. #PopeFrancis. pic.twitter.com/zDh71P4P4n

— Catholic News Svc (@CatholicNewsSvc) July 28, 2016

Em Cracóvia, durante a tarde de quinta-feira, o Papa Francisco abre as Jornadas Mundiais da Juventude.

Sexta-feira, Francisco visita os campos nazis de Auschwitz e Birkenau, onde morreram 1,1 milhões de pessoas entre judeus, ciganos, homossexuais e prisioneiros de guerra.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A visita em silêncio do Papa Francisco a Auschwitz

Milhares de polacos marcharam contra o aborto em Varsóvia

Polónia: eleições locais mostram que conservadores continuam a ser força política de peso