Última hora
This content is not available in your region

Rússia propõe trégua diária de três horas em Alepo

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira com AFP, Reuters
euronews_icons_loading
Rússia propõe trégua diária de três horas em Alepo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia propôs uma trégua de três horas por dia na zona de Alepo, para permitir às colunas de ajuda humanitária chegar à segunda maior cidade síria.

Os combates têm-se intensificado em redor de Alepo, depois de os rebeldes terem rompido o cerco mantido pelo regime desde há 4 anos.

Diz o ministro russo da Defesa, Serguei Rudskoy: “Apoiamos a proposta da ONU de organizar uma supervisão conjunta da entrega de ajuda humanitária a Alepo através da estrada de Castello. Os nossos peritos militares estão a trabalhar com os representantes da ONU e com os colegas americanos”.

Segundo a Reuters, o primeiro dia de trégua não foi cumprido.

A ONU responde que a proposta russa é insuficiente e que são precisas pelo menos 48 horas para que um número mínimo de camiões possa entrar na cidade.

Segundo a Rússia, principal aliada de Bashar el-Assad, as baixas nas tropas rebeldes, só nos últimos quatro dias, elevam-se a mil mortos e mais de dois mil feridos. Há centenas de milhares de civis encurralados em Alepo. Dois milhões de pessoas estão privadas de água há quatro dias.